Jovem aprendiz o boticario – Dicas para vender bem!

By | June 30, 2022

Vender um produto como um jovem aprendiz o boticário  é um processo e não uma ação. Muitas variáveis ​​interferem nesse processo e, embora você não possa antecipar todas, ter uma estratégia definida antecipadamente permitirá moldá-la com o passar das experiências.

No processo de vendas você pode experimentar novas formas de atrair clientes, analisar e alterar aqueles aspectos que não deram bons resultados com o objetivo de não repeti-los.

Neste artigo vamos mostrar algumas dicas para melhorar o processo de venda da sua empresa.

Dicas Jovem Aprendiz o Boticario para vender mais e melhor seus produtos

Jovem aprendiz o boticario

A lista a seguir ajudará você a fortalecer suas habilidades de negócios e aprender mais sobre como vender um produto novo ou existente:

  • Escolha um nicho para dominar. Para começar, você deve segmentar o público-alvo. Saiba em que área você vai se apresentar e entenda quais são suas necessidades e como a concorrência as satisfaz para encontrar o que vai te diferenciar.
  • Conheça o seu público-alvo. Em relação ao primeiro ponto, neste caso trata-se de -uma vez definido seu público-alvo- conhecer a fundo seus potenciais clientes. Estude como eles interagem com outros produtos similares, quais são seus principais problemas, quais são seus desejos, que renda eles têm, qual é sua idade, etc.
  • Estabeleça metas e melhore a comunicação interna. Estabeleça metas para cumprir e comunique-as a todos que fazem parte da empresa. Seja claro sobre os objetivos da marca e estabeleça dinâmicas para que as informações fluam entre os diferentes setores.
  • Automatize todos os processos que puder. Estratégias de marketing como “mailing” geralmente são muito pesadas para serem executadas por um único agente. Use plataformas de CRM para enviar e-mails, para confirmações de pedidos, faturas e recibos, notificações de envio e comentários.
  • Estudos realizados pela Gartner em 2019 revelam que em 2020 mais de 85% das comunicações entre clientes e marcas são realizadas sem interação humana. Por outro lado, 40% dos consumidores preferem resolver os problemas por conta própria. Por sua vez, um estudo da Zendesk também mostra que 50% dos clientes preferem acessar um sistema de autoatendimento e evitar ir aos agentes.
  • Agregue valor aos seus produtos. Pense no que você pode oferecer aos seus clientes em potencial além do produto. Por que eles deveriam fazer negócios com sua empresa e não com a concorrência?
  • A resposta a esta pergunta é o valor agregado que você pode oferecer. Por exemplo: se você vende instrumentos musicais, pode fornecer algumas aulas gratuitas, conselhos para iniciantes ou um e-book com tutoriais.
  • Comprometa-se com o cliente. Como dissemos no início, a venda não é um ato único, mas sim um processo. Existem diferentes tipos de clientes, alguns com ciclos de vida mais longos e outros com ciclos mais curtos.
  • Independentemente do cliente com quem você está falando, ofereça uma comunicação empática e de qualidade. Mostre a ele que você se importa e que está comprometido com o caso dele. O melhor relacionamento que pode ser gerado é o simbiótico, ou seja, um vínculo em que tanto o cliente quanto a marca ganham.

Jovem aprendiz o boticario

  • Use estratégias de marketing não invasivas. Já se foram os dias em que a publicidade invasiva era a única maneira de conseguir vendas. Atualmente, o marketing de conteúdo é a tendência onde você deve direcionar sua estratégia. Ofereça algo que seja de interesse do seu público-alvo e que agregue valor para então iniciar um relacionamento comercial.
  • Integrar as equipes de marketing e vendas. Como dissemos antes, a comunicação interna é importante para melhorar as vendas. E dois setores como marketing e vendas devem ter um contato dinâmico e fluido.
  • Fidelidade com seus clientes. Conhecer seus clientes e fornecer um bom atendimento ao cliente facilitará a geração de um relacionamento empático com eles. Usando ferramentas como escuta ativa, promoções especiais, felicitações de aniversário ou conteúdo personalizado, você fará com que o cliente escolha você como sua marca favorita e seja fiel a você.
  • Lembre-se que o mais importante não é como vender um produto, mas como conquistar e manter um cliente. Um aumento de 2% na retenção de clientes significa uma redução de 10% nos custos, de acordo com a consultoria Emmet Murphy & Mark Murphy em “Leading on the Edge of Chaos”.
  • Não se esqueça de vender online como Jovem aprendiz o boticario. Por último, mas não menos importante, você deve ter em mente que seus clientes hoje estão mais do que nunca habitando a esfera digital.  Que sua marca tenha penetração nas redes sociais e nos principais buscadores é fundamental. Se você ainda não tem uma estratégia de e-commerce, está na hora de potencializar suas vendas com essa poderosa ferramenta.